Lojinha #adotei

Loja onine #Adotei
Loja onine #Adotei
Loja onine #Adotei
Loja onine #Adotei

Blog Luisa Mell

Meu primeiro gato, o que fazer?Qual a diferença de ter um cão? Como preparar a casa para recebê-lo? Onde gatos gostam mais de carinho? Como ensiná-los?

Amigos, muitas pessoas não tem idéia o que fazer quando adotam um animal. Por isso hj resolvi ajudar quem adotou um gatinho( ou pretende adotar!).

Muitas pessoa dizem que não gostam de gatos. Para mim, na verdade essas pessoas na verdade não conhecem gatos de verdade. O problema é que muitas pessoas esperam que gatos tenham o mesmo comportamento de cachorros, e quando  isto não  acontece  ficam decepcionados e acham que gatos não gostam das pessoas ou são traiçoeiros. Grande bobagem! Gatos são gatos e não cachorros. Tem um comportamento e uma personalidade diferente, isto não quer dizer que não amem seus donos. Só se comportam de maneira diferente, acho que tem que ter sensibilidade aflorada para entender os gatos.(seres misterioso, fabulosos e SIM, muito amorosos!!)

Por ser uma outra espécie de animal, os cuidados tb são diferentes do que o que se tem com cachorros. Para nos ajudar, fiz uma entrevista sobre o assunto com o zootecnista e adestrador Alexandre Rossi( o Dr. Pet), espero que gostem e que este post ajude a acabar de vez com os preconceitos contra gatos.Screenshot_2013-05-17-18-08-48

 

Quais as principais diferenças entre ter um cão e uma gato?

“Gatos são animais fantásticos, mas são diferentes de cães. É muito importante não ter as mesmas expectativas. Alguns podem ser bem carentes, mas de maneira geral não são tao grudados ou dependentes de seus donos. Eles aproveitam melhor o espaço da casa, pois conseguem subir nos móveis e adoram tirar uma soneca nas alturas. Normalmente não é necessário ensiná-los a fazer xixi no lugar certo, basta preparar uma caixa com areia e, desde que se respeite algumas regrinhas, pronto!”

Como preparar minha casa para receber um gatinho?

 1- O maior cuidado é colocar tela nas janelas, já que alguns gatos podem cair. Eles adoram andar em beirais. Tele todo seu apartamento antes que seu gatinho chegue.

2- Coloque 2 caixas de areia para que ele possa escolher qual irá utilizar.

3- Coloque  uma fonte de água, para ter água corrente

4- Evite  trocar a ração nos primeiros dias, até que ele se acostume com o ambiente.

 

Como ensiná-lo a fazer a necessidades no local certo?

 Já  é natural deles. Basta colocar as caixas de areia nos locais desejados, que não deve ser do lado da comida, água ou caminha. Ter pelo menos 2 caixas de areia é o  recomendado.

Já tenho um cachorro em casa, como apresentá-los?

942832_375125499255484_1702806187_n

O ideal é  deixar o gato seguro em uma caixa de transporte e o cão na guia. Não aproxime o cão se o gato estiver apavorado. Vá mostrando para o gato que o cão não está  interessado nele, assim ele vai aprendendo a relaxar.

O cão deve estar sendo entretido com petiscos gostosos e se demonstrar agressividade ou interesse demasiado, não deixe. Vc. pode dar bronca, mas cuidado para não assustar o gato no processo de mostrar limites para o cão. Não dê bronca no gato, mesmo que ele fique agressivo dentro da caixa. Se isso ocorrer, é pq o cão está muito perto da caixa. Com o tempo os dois vão ficar tranquilos no mesmo ambiente, ai  deve-se deixar o gato sair da caixa, ainda com o cão na guia. O mesmo processo deve ser feito até  que os dois possam ficar no mesmo ambiente sem correrem perigo.

 

Devo dar bronca no meu gato?

Muitos gatos são sensíveis e broncas podem atrapalhar o relacionamento. Dependendo do gato, podemos usar, por exemplo, um spray de água ou ar para causar um desconforto, mas cuidado para não assusta-lo demais.

Como saber se meu gato está feliz?Screenshot_2013-05-17-18-07-36

Eles podem brincar, pedir carinho e ronrona

Quais os locais  que  eles gostam mais de carinho?

Na parte de cima do corpo, incluindo a cauda. Atrás da orelha e embaixo do pescoço. A maioria dos gatos não gosta de receber carinho na barriga.

Screenshot_2013-05-17-18-09-10

 

Como fazer para que ele fique dócil?

 

Sempre tratá-lo com delicadeza e respeitar as vontades dele. Ficar forçando um gato a ficar no colo recebendo carinho, por exemplo, pode estimulá-lo a ficar agressivo.

Screenshot_2013-05-17-18-05-43

Espero que tenha ajudado! Se tiverem alguma dúvida sobre gatos, escreva para mim! Se vc ficou com vontade de adotar um, olhe ai no lado direito do site na parte de adoções. Tem vários procurando um lar! Vc pode tb ir no ccz da sua cidade dar uma chance para um animal abandonado. Tem uma ong que gosto bastante chamada adote um gatinho.

www.adoteumgatinho.com.br

Screenshot_2013-05-17-18-09-32

Postado por
Data
20 junho, 2013
Categoria
Comentários
33 Comentários

Deixe um Comentário pelo Facebook

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

33 Comentário:Meu primeiro gato, o que fazer?Qual a diferença de ter um cão? Como preparar a casa para recebê-lo? Onde gatos gostam mais de carinho? Como ensiná-los?

  1. Elá Petri

    “seres misterioso, fabulosos e SIM, muito amorosos!!”

    Essa frase é super verdadeira. Pessoas que não gostam de gatos é pq não tiveram chances de conhece-los melhor. Eu tinha medo de gato quando criança e hoje em dia tenho 2 mimados em casa, que AMAM carinho na barrigona. E ambos vivem em perfeita harmonia com meus 4 cães, 2 hamsters e 4 gerbils. [Essa é para quem diz que gato não convive no mesmo espaço que roedores e cães]. Amei a matéria e espero que incentive as pessoas a adotarem ainda mais essas bolinhas de pelo <3

  2. Renatha Sá

    Dr, adotei um gatinho e tenho uma cadela em casa, eles se dão ate bem, o problema é que o meu gatinho faz o cocozinho na caixa de areia e também nos cantos do quarto! O que devo fazer para ele aprender a só fazdr na caixa de areia? Desde já agradeço!

  3. Ariane

    Eu ganhei um gatinho Persa e tenho um cão Maltês foi super fácil apresentar os dois, na verdade, quando eu fui buscar o Antony (gato) o Bolt (cão) veio no colo junto e fizemos uma longa e calma viagem ambos um ao lado do outro, no meu colo, sem qualquer problema de convivência.

  4. Daniella Navarro

    Adorei a matéria. Adotei 2 gatos e cuido de uma gata de rua, acontece que ela de cria, 9 filhotinhos lindos… eles choram muito… arrumei um cantinho pra ela e pra eles e estou dando uma ração reforçada pra ela… mas como cuidar deles?

  5. thea caccavo

    Apareceu ma gata no quintal, ela é bebe, alimentei e ela acabou ficando em casa,ja providenciei vacina e castração,independente dela ficar comigo ou não.
    Eu tenho uma cachorra e um periquito, que estão há anos comigo, com a cachorra, tudo certo, se dão bem,mas a gata insite em querem pegar o passarinho na gaiola, queria uma orientação de como ensinar ela , ou fazer com que ela esqueça dele,pois ja me apeguei a ela e não quero ter que doa-la por isso,mas tbm, não quero que ela mate o passarinho que tbm faz parte da familia, que vivia solto e gora precisa ser mantido preso na gaiola e ainda sim corre perigo

  6. Sonia Moncayo

    Adorei a entrevista sobre gatos. Tenho uma gata siamês e agora tenho uma lindinha srd com 2 meses, ambas adotadas.
    Ainda está complicada a adaptação das duas, mas sei que vão acostumar a conviver juntas. Adotar é tudo de bom!!!

  7. Ana Paula Pinheiro Münch

    Luisa, queria pedir uma dica. Minha primeira gata se chama Bianca, eu a adotei ainda bebê. Como não tinha mta experiência com gatos, ela entrou no cio antes q fosse castrada e acabou dando uma escapulida. Teve apenas um bebê e após o parto tive q levá-la as pressas ao veterinário para a retirada do útero. Seu bebê se chama Samuca, os dois estavam acostumados a viver juntos e calmos…
    Tenho uma página no facebook sobre gatos que fiz em homenagem à Bianca e Samuca depois do parto complicado, então comecei a me apaixonar cada vez mais por gatos! Tive noção da realidade em relação aos animais que são maltratados e abandonados, da falta de responsabilidade de alguns donos e etc… Resolvi ajudar divulgando adoções, animais desaparecidos e etc…
    Voltando ao assunto inicial, através da página conheci uma curtidora da minha cidade (Petrópolis RJ). Ela me apresentou uma veterinária mt especial que me contou sobre vários casos de abandonos em sua clínica. Num desses casos, conheci um gatinho q tinham jogado no quintal da clínica em estado crítico, ela teve q amputar uma das pernas dianteiras e ele ficou lá em tratamento por um bom tempo. Mas por ser preto e deficiente, ninguém queria adotá-lo, me comovi com o caso e me apaixonei por ele. Então resolvi adotá-lo, dei o nome de Pepeu! Mas ele ainda tinha q continuar o tratamento, ser castrado e meu Samuca tmb iria ser castrado.
    Bom, em uma noite comecei a ouvir miados desesperados na casa de uma vizinha, no dia seguinte fui até lá saber se ela precisava de ajuda, ela tinha cinco gatos q pegou em uma feira de adoção, todo magros e lotados de pulgas. Ela disse q não precisava de nada, foi até grossa. Dias depois outra vizinha veio me chamar dizendo q a outra não aparecia em casa há dois dias e os gatos estavam soltos e mortos de fome. Eu e minha filha conseguimos pegar todos e trouxemos para casa, na mesma noite a “dona” veio buscá-los. Passei um sermão dizendo q ela tinha sido irresponsável, expliquei sobre janelas teladas e a importância da castração. Falei q se acontecesse novamente eu não iria devolver os gatos! Não demorou mt tempo e os gatinhos (todos filhotes) estavam soltos novamente, mortos de fome e sede. Fiz conforme prometi e não devolvi!
    Mantive os cinco em um quarto separado até levá-los na clínica veterinária, nesse meio tempo, Pepeu chegou e fiquei com 8 gatos! Rsrsrs…
    Aí é que vem o problema, Bianca não aceita nenhum, Samuca só não aceita o Pepeu, e este é implicante, vai atrás da Bianca e Samuca para provocar! Nos filhotes a Bianca não bate, só rosna e eles logo saem de perto. Samuca se dá bem com todos os filhotes e Pepeu tmb. Como faço para melhorar a situação em casa, qnd estão todos soltos eu e minha filha temos q ficar de olho com o borrifador na mão, mas na hora de dormir temos q separá-los. Os filhotes dormem em um quarto e Pepeu em outro, Bianca e Samuca ficam soltos, mas no dia seguinte é um caos completo. No início Pepeu não revidava, mas agora além de revidar vai atrás para bater em Bianca e Samuca. Não quero doar ninguém pq já me apaixonei por todos, vou começar a castrar os filhotes. Minha casa está florida com tantos gatos, mas queria mt q eles vivessem em paz. Me ajuda por favor Luiza! Bjus

  8. PRISCILLA

    Nossa, Luísa, você adivinhou meu dilema! Acabou de aparecer uma gata aqui no meu escritório, estou com ela a cerca de um mês, quero leva-la para casa, adota-la como membro da família mas tenho dois cachorros e não sei como fazer essa socialização entre eles. Vou tentar as dicas.

  9. Thabata

    Adorei o post. Eu sempre fui criada com cachorro, rolava o papo que gato era vilão, que gosta da casa, que fica badernando a noite, que não consegue viver dentro de casa, isso é tudo mentira. Depois que me mudei para um apartamento surgiu a possibilidade de adotar um gato. Meu noivo me deixou adotar na Páscoa, fomos até a casa de uma protetora de numa ong da região (CAV) e foi muito difícil escolher, então “fui escolhida” pela Sofia. Fui lá para adotar um macho filhote, sai com uma fêmea adulta, mas que conquistou o meu coração. Agora quero adotar outra para fazer companhia para a fia, mas tá difícil de convencer o love.
    Aproveitando que vc comentou da Adote Um Gatinho, está rolando uma campanha da Royal Canin no face, a cada 20mil curtidas a ONG ganha 200kg de ração. Infelizmente estamos a 1 semana de acabar o mês e ainda faltam cerca de 11 mil curtidas, por favor entrem lá para ajudar, mesmo que vc não goste de gato, é só um clique. Obrigada

  10. Miriam

    Meu gatinho tem 4 meses, ele tem a caixinha de areia, mas só faz xixi dentro dela, o coco faz do lado da caixa, aí ele entra dentro da caixinha e joga a areia pra fora para cobrir o coco. Como faço para ensinar a fazer tudo na caixinha?
    É a 1ª vez que tenho gato, tenho 4 cachorras que adotei das ruas, 1 cachorro, e agora o gatinho, também adotado da rua. E se Deus quiser, ainda vou ter um abrigo para cães e gatos.
    Obrigada.
    E parabéns pelo seu trabalho.

  11. Monica Maria

    Querida Luisa, adorei a matéria. tenho uma cadela pastor alemã e uma gatinha sem raça definida, desde que a gatinha chegou bem pequena que minha cadela ainda com 1 ano adotou, hoje são as melhores amigas! tentei adotar outro gatinho, a minha cadela amou, mas a gatinha não aceitou, ela é mais cheia de vontade que a cadela. cada uma com sua peculiaridade e amo a gata e a cachorra, ambs são minhas maiores e melhores amigas e companheiras!!!!

  12. thayse

    Tenho 3 carrochos e 3 gatos, as vezes eles ainda se estranham, mas eu os ensino que devem se amar uns aos outros assim como eu os amo.

  13. Carolina Del Solar

    Obrigada por me ensinarem.A nossa gatinha nos adotou pq chegou em casa e foi ficando ficando e agora estamos tomando conta dela.Demos o nome de Nina e gostaria de saber como podemos fazer a minha gatinha entender o nome dela.Obrigada desde já!!

  14. Pryssylla Cordovil

    Amo tua dedicação em relação aos animais e a tua preocupação em informar quem ama o s animais e os respeita e tenta de alguma forma tornar suas vidas melhores, admiro-te de coração, e continue assim , e sem medo de críticas e sempre confiando em deus e com a proteção de nossa senhora, e que são lázaro e são Francisco de assis proteja a ti a tua equipe e aos animais que tu resgatas, e também as pessoas que os adotam , Prysssylla de Belém do Pará.

  15. Sara Santos

    Meu cão não aceita a gatinha adotada de forma alguma. O que fazer para viverem em harminia?

  16. Tatiana Oliveira

    Valentina – a gata!

    Em Fevereiro apareceu em minha casa uma gatinha ainda bem filhote, acabei me apegando a ela, no inicio bebia leite depois se alimenta com racão…. super higiênica, faz tudo na areia dela… gosta de um paninho pra embolar.
    Tenho uma cadela Pandora Maria, geniosa, enfim consegui que Pandorinha aceitasse a gatinha e meu esposo, que não gostava de gatos, tambem pegou carinho por ela e batizou ela de Valentina, estamos muitos felizes com a chegada dela, acredito que Deus coloca de uma forma muito especial esses seres de 4 patas em nossas vida..
    Preocupada, pois não quero filhotes… levei ela na Suipa/Rj, uma entidade que cuida de animais e castrei ela tem 1 semana, ela passa bem …corre… pula… implica com Pandora (cadela) kkkkk

    Fica a dica -> Adote gatos são muito carinhosos…

    Que Deus nos proteja.

  17. Gabriela

    AMO gatos! Sempre os tive em casa. Hj sou casada e tbm tenho um. Nunca tivemos problemas … basta uma caixinha de areia q ele mesmo já sabe onde fazer suas necessidades. Criou a mania de beber água na pia do banheiro. Ração sempre fresca (se estiver amanhecida, não quer).É a alegria da casa!

  18. LAVINIA NERES

    Oi, meu nome e´ lavinie mais me chamam de lanie, eu tenho 12 anos e tenho mil duvidas, eu tenho uma gata o nome dela e´ marie ela e´ da raça ciames e acabou de ter filhotinhos, e ela vive colocando o gato debaixo da coberta, eu queria saber porque ela faz isso, duvida cruel me ajuda

  19. Edna

    Meu pai faleceu agosto passado e desde então venho cuidando de 7 gatos dele e já tenho 4 gatas e 3cachorros a maior dificuldade e que vou lá na casa para cuidar deles dia sim dia não e esta difícil porque tem duas gatas que são super agressivas o que fazer bjs

  20. Patricia Santos

    Eu amo animais, sempre tive gatos (e cachorros) desde criança,e realmente os gatinhos são extremamente dóceis,carinhosos,adoram uma caminha quentinha,dormir ao nosso lado (ou em cima rs) e quem fala que são traiçoeiros ou não gostam d ehumanos, nunca se permitiu o amor de um gato, que é tão gratificante quanto o amor de um cão, os gatos apenas são mais independentes, o que não significa que não gostem de compania, minha última gatinha já falecida,detestava ficar sozinha,era o bebezinho da casa….enfim, é uma delicia ter gatinhos.

  21. Rocsana

    Tenho dois gatos, resgatados, um do descaso humano que deixou o bichano fugir do apartamento e o pobre filhote de pouco mais que 30 dias de vida ficou perambulando horas pelas escadas e corredores do prédio até que minha mãe o encontrou, comum dedinho fraturado e com muita fome… a vizinha apareceu procurando pelo bichinho só no outro dia aí não deixei devolver. O segundo veio quando o primeiro já tinha 6 meses, encontrei em um terreno baldio quando voltava do serviço, levei pouco mais que 2 dias para adaptá-los, parece até que se conheciam. Jovenzinho de uns 7 meses, maltratado, sem unhas e com lesões nas patas traseiras. Muito espiado veio ao meu chamado. Hoje os dois castrados e em perfeita convivência são como cachorros, correm à porta quando chego e andam atrás de mim pela casa toda. Muito carinhosos. Fazem todas as visitas se apaixonarem…

  22. Sarah Dias

    Aqui tem dois , Milky é um gato “normal” faz coisas de gato, Muffin é o “gachorro” está sempre com fome , morde e fica chorando na porta quando eu saio. São muito carinhosos e companheiros . Ambos de muito pedigree , calçada das ruas . Adotados e perfeitos , meus filhos !

  23. Lucimara

    Socorrooooo!! Preciso da sua ajuda com urgência.Uma gatinha de rua resolveu dar cria em minha casa, teve quatro gatinhos.Tenho uma cocker de 8anos e ela esta enlouquecida com o gata,e olha que ela ainda não sabe dos gatinhos kk.
    Eu nunca tive gato,vou ficar com um, castrar a mãe e os demais vou doar(não sei o que vou fazer, ninguém está querendo).Enfim,como falei minha cachorra não para de latir,estou preocupada com os vizinhos, pois os latidos incomodam;Como fazer ela se adaptar com a situação?A minha cachorra fica na parte de baixo da minha casa, que é a lavanderia, e o gato deu cria na Churrasqueira que fica na parte de cima da minha casa.Me ajude por favor, pois sei que minha cachorra(Uly)está sofrendo com a situação.

    • Bi@

      Oi Luiza, em primeiro lugar gostaria de parabenizar sua atitude e disposição em relação ao caso dos animais do Instituto Royal, espero que dessa vez a proteção animal tenha voz e consiga mais atenção dos políticos.. Sobre a questão do artigo digo que só não gosta de gatos realmente quem nunca conviveu com um… Eu sempre tive afinidades com gatos, quando era crianças eles me seguiam na rua e subiam no meu colo, porém meus pais nunca quiseram criar nenhhum tipo de animal de estimação, morávamos em apartamento… Pessoalmente sempre tive medo de cães, embora não lembre de ter passado nenhum trauma com eles… Só quando fiquei adulta é que pude adotar minha primeira cadela, era uma cockerzinha mestiça, coisa mais amada, mas infelizmente morreu atropelada em frente de casa… Com ela aprendi a gostar de cães e até a educá-los… Depois vieram as minhas primeiras bichanas, duas siamesas da mesma ninhada, coisinhas mais cuti-cuti com apenas 45 dias, me adotaram como mãezinha… Com elas aprendi como os gatos podem ser especiais e amorosos, às vezes até muito mais apegados que os cães, uma delas chegou a ficar sem comer quando viajei num fim de ano… Recentemente adotei um gatinho de aproximadamente seis meses da rua, ele estava bem judiadinho, mas é o meu amor em casa, o mais doce, grato e carinhoso, com ele descobri que gatos de rua tem muito amor pra dar e são muito fiéis… Agradeço a Deus pela benção de meus animaizinhos, são eles que me fazem superar a depressão a cada dia… Recomendo muito, adotem um ou dois gatinhos!

  24. lia

    e a ração, que alguns nao podem comer coloridas, se vomitarem amarelo ovo troque de raçao, eu uso golden

  25. Catia

    Amo Gatos, e estou com uma biata duvida, meu gato tem 2 anos. comecei de um mes pra cá a notar que ele vem sacudindo muito a cabeça, então fiquei muito preocupada, dai então, é que fui verificar as orelhinhas dele e notei excesso de cera, resolvi limpar com cotonete e soro…claro q com muito cuidado para não ofender os ouvidinhos dele…mas percebo que a cera sempre volta…gostaria de saber o que deve ser isso, e se isso pode vir de alguma forma prejudicar a saude do meu bbzaum peludo, que tanto amo. Obrigada!

    • Luisa Mell

      Querida leve-o ao veterinário! Ele te indicará o melhor tratamento. bjbj

  26. Gisela Santos

    Eu amo gatos e é bem verdade isso querem que façam tudo a hora que querem mas a verdade que gatos faz o que quer e quando quer e eles tem personalidade e é justamente isso que me encanta nesses bichanos,tenho 5 ,todos resgatados das ruas e uma estava muito mal, essa história que gato se vira na rua é mito pois também estão sujeitos a atropelamentos e a maldade humana, parabéns pela matéria esclarecedora

  27. Angela Cristina

    Oi Lu, tudo bem? Primeiramente parabéns pelo poste, tirou várias dúvidas que eu tinha. Mas preciso saber uma coisa: encontrei um gatinho na rua e o trouxe para casa tem 2 dias. Tenho uma cachorra poodle de 12 anos, ela nunca foi muito de fazer amizade com outros animais, mas com esse gatinho ela está bem tranquila, respeitou o espaço dele, não chegou muito perto e nem latiu. No entanto, o gatinho parece não gostar muito da presença dela, ele não fica no chão e quando ela chega perto, ele faz aquele barulho, tipo um rosnado.
    O que devo fazer?
    Ah! e ele mia muito, mesmo quando está comendo. Come e mia.

    Muito obrigada por ajudar :)

  28. Samuka Oliver

    Eu amo tds animais mas en especial os gatinhos os cachorrinhos tb adoro eles …dou td p/ os meus…..Eu sou o humano de estimação deles ..

  29. Franciane

    Boa noite! Gostaria muito da ajuda de você. Eu ganhei uma gatinha linda hoje, é a lola, mas ela é muito cismada, desde que chegou está embaixo do meu guarda roupa e eu já estou ficando desesperada, fiz algumas tentativas de chama-la, conseguir pegar ela dei carinho, mas ela não saiii. OMG!!! Pleasee me ajudem, eu já a amo! Obrigado!

  30. Alexandra

    Tenho uma gatinha de ano e meses, vou viajar, ficarei 10 dias fora. E ela vai ficar na casa de uma vizinha, qual a dica pra ela se adaptar na nova casa? estou com muita pena dela ficar sofrendo…aguardo um resposta por favor.

    • Alexandra

      Correção: 1 ano e 5 meses**